quinta-feira, 16 de julho de 2015

Ser Feliz!!!

Posso  ter problemas, mau feitio e ficar irritada por vezes nunca esquecendo que a minha vida é o meu pilar.

Ser feliz é ser o autor da própria história. É ser capaz de ultrapassar pontes quebradiças, frágeis. É ser capaz de me encontrar no meu intimo. Ser feliz é ser capaz de resolver todos assuntos e problemas.

Ser féliz é não ter receio de mim própria. É ter coragem para enfrentar criticas e a partir daí ser capaz de me enfrentar com outrem!!!

Porquês...

1. Qual é o significado para mim ao escrever um blog?
2 Reflexo de alguna solidão?


3 Partilhar a minha vida com os meus familiares e amigos?
4 Fruto de alguma frustação?


5 Desejo pela escrita?

6 Fixação das minhas memórias?

7 Alguem teve alguma preponderância na minha vida que queira salientar?

8 Algum amor não correspondido?










Estas perguntas é que me levaram à escrita. Através delas tudo tem um significado. Se quiseres descobrir junta-me a mim!!!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Admirável!!!

Para te homenagear vou escrever o que me disseste.
Tu que estás aí começa a dar um toque alegre e esperançoso a algumas ideias. Imagina-te a contemplar o mundo com oculos de sol e lentes cor de rosa.
Afinal muitas vezes o mundo é o que queremos e desejamos ver, querendo e desejando que seja!!!

terça-feira, 7 de julho de 2015

Poema da Rua

Vagueando por essas ruas consigo determinar os espaços de cada um, que não querem ser incomodados. O ritmo é bastante alucinante, mais visivel durante a noite. Luzes, flash, out doors e dejetos humanos, sim é o que são, esquecido e humilhados pelos outros, os que estão sentados A observar este quadro mal pintado. Olho e contemplo de forma abstrata, chegando â conclusão de que todos precisamos é de luz para nos identificar o caminho-
Mistério? Talvez? Para os amigos-mais ou menos.
Ela é grande como o Continente Americano, como as florestas dos Estados Unidos e Canadá- Mas contudo tem brilho e coração africano. Tem e é espirito que vai da Europa ao Panamá- Tem residência fixa em Portigal, mas a sua morada espiritual tem dom de alambique Isso mesmo é Moçambique. Linda como a voz de Amália e Amélia, o seu nome só poderia ser Célia Vai em frente minha caçula de Nampula

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Renovação.

 Hoje estou fragil  lá fora esvoacam pequenas particulas de pó., lsaltitando de um lado para outro sabendo que isso fará debilitar o meu ser. No fim de semana aproveitei para descansar o corpo, aproveitando o mimo e o quentinho dos papás. Dormir com eles e senti-me renovada, parece que voltei para dentro deles. Não sei explicar é o melhor sitio  para se estar quando nos sentimos assim. Abraçados tal como se estivessemos enlaçados unsnos outros, uma espéci de teia de aranha, onde reposei num dos fios, o mais forte, o da familia!
Hoje estou frági, la fora esvoaçam particulas de pó.Sinto-me como uma delas saltitando de um lado para o outro sabendo que isso fará debilitar o meu ser. No fim de semana aproveitei para descansar o corpo, aproveitando o mimo e quentinho dos papás. Dormi com eles e senti-me renovada, parece que voltei para dentro deles, Nao sei explicar. é o melhor sitio para se estar quando nos sengimos assim. Abraçados tal como estivessemos enlaçados uns nou outros. Uma espécie de teia de aranha, onde repouso num dos fios, o mais forte, o da familia!

domingo, 24 de agosto de 2014


  1. Domingo 24 de Agosto de 2014. Decidi deixar de fumar, eu sei que é uma guerra. Vou bater com os olhos na cabeça e um zombidinho a dizer fuma fuma. Não querem que eu pare. Mas tenho de tentar com muita força. Vale logo o bem estar fisico e monetário. As férias lá se passaram e as minhas foram muito boas. Estive na parede e depois fui para o magoito. Rodeada de pessoal muito fixe. Adorava viver numa dessas casas perto do mar. Corta a respiração ao mergulhar nas águas frias do Magoito, mas depois o cérebro fica fresco, mais revigorante. Sei lá um dia venha viver para estas casas.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O tempo passa sem deixar rasto apenas deixando as suas pegadas, que nós tentamos fingir que são apenas reflexos

domingo, 2 de março de 2014

De volta à Terra

Vagueando por aí fora, o reflectir de cada momento, de cada olhar, de cada suspiro, de cada sorriso. Todos atrás do cântico tocado por um jovem anjo que toca a sua flauta para sitíos por onde deixa cada um de nós ter à sua espera um lugar onde irá traçar as suas rota, os seus caminhos, destinos, direcção e caminhos incautos.
2014/03/02

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Voltei!! Gosto de estar aqui de novo. Tenho muito para contar, mas não será agora!! Falaremos mais tarde. Que prazer estar de volta...

domingo, 3 de abril de 2011

Porta Entreaberta!!!

Tudo começou com uma porta entreaberta, um convite para um banho quente, bem perfumado e sedoso.
Ainda não te visualizava tal como hoje ainda não te consigo ver. Sempre através de qualquer coisa entreaberta.
Vislumbro um ser pelo qual me enfeiticei, nada é mais do que um enfeite que outrora foi luzidio e agora não é mais que a penumbra! Sinto a escuridão a querer roubar a luz, essa spark que era no meu intímo bem nossa...
Olho e não vejo, não consigo observar, tenho a visão turva, tento procurar e não encontro mas o que há para encontrar atrás de uma porta entreaberta? Nunca se abriu e é teimosa e também não quer ser fechada. Alguém é cobarde e nem entra nem sai, fica a meio.

Ora eu já disse que quero entrar e tu ficas ausente, sempre ausente, fugindo do que já é notório. Nunca ninguem vai trespassar a porta mas o melhor é deixarmos de espreitar e ficar sossegadinhas cada uma na sua porta e deixar esta porta para quem realmente queira entrar.




Trapped in the closet!!!
03-04-2011

quarta-feira, 9 de março de 2011

Km0

Deixaste-me no vazio, desprendida das asas que me têm feito levitar nos últimos tempos.

Por um lado sinto-me triste porque o fulgor da emoção desvaneceu-se, por outro encontrei um pouco mais de tranquilidade para te saber amar de outra forma.

Estava no cume da paixão e esta cega, leva-nos a comportamentos desmedidos, impulsivos e de facto algo possessivos e obsessivos. Porém, julgo resultarem do estado do apaixonamento, aquela fase em que estamos encantados com tudo o que o outro nos diz ou possa vir a dizer.

Passei para uma nova kilometragem, a da serenidade, a do momento, a do vive cada dia como se fosse o último. Pretendo que esta nova etapa, fase, caminho, rodagem, whatever, seja feita a teu lado, de uma forma mais madura, menos efémera e de forma consistente. Sem chatices, sem pressões e sem dramas mas com vigor, vida e entusiasmo.

Já passamos por algumas etapas, outras hão-de vir as quais julgo que ainda  pretendemos vir a fazê-las juntas e de forma diferente. Porque é isto uma relação, é um novo começar a cada momento, a cada relance, a cada instante. Se não o fosse, não valeria a pena sermos diferentes.

Uma coisa não consigo compreender, a amargura e a raiva com que falas comigo, nas poucas vezes que o fazes. Demasiadamente farta? Quando ouves notícias minhas ainda ficas contente e emocionada ou respiras de alívio com o meu silêncio. Sê sincera, eu estou a sê-lo como sempre fui, da melhor e da pior forma também.

Julgo não ter cometido nenhum erro hediondo nem sequer irreparável. Se o fiz foi por paixão e amor e levei-te a um estado de sufoco e de saturação que até a mim já me estava a consumir!

O nosso cd já está feito, ficou lindo! Retrata os bons momentos que passamos. Pode seguir viagem para junto de ti? Quero que o oiças com o coração e a alma abertas para meditares e veres se realmente não vale a pena continuar. Eu acredito na força do sentimento verdadeiro, puro e de coração. O meu por ti é assim.

Sem margem para hesitações nem dúvidas!

Beijo meu

09/03/2011

terça-feira, 8 de março de 2011

Jardim da Amizade

Esta é uma pequena história de um jardim infantil cheio de pessoas, ambientes, imaginários, vidas e histórias .

Neste jardim existe um ente especial, o meu melhor amigo, o Pedro Grande.

Grande de tamanho e de coração. Este amigo é como um ser mágico vindo de qualquer conto ou fábula.

Está ligado a figuras miticas, heroínas, puras, inocentes e cheias de paz no coração e em tudo o que lhe rodeia.

É sem dúvida aquele que conheço com mais mais sentido de humor, foi com ele que já dei as maiores gargalhadas e risadas sobre tudo na vida.

Chamar-lhe-ía Pi, Baza72 , mas o nome nada interessa, o que está nele e por detrás dele é o que mais importa e conta.

É um brincalhão, brinca com tudo e com todos, sorri com ar maroto mas sempre com aquele ar singelo e puro.

Tem o dom de nos fazer despir de qualquer forma e mostrarmos o conteúdo. Com ele despimos a máscara pesada e feia que o mundo nos obriga a usar e vestimos as vestes da fantasia, do mundo real, do mundo genuíno, aquele que deveria ser o mundo verdadeiro.
É assim que ele vê a vida, com um ar estrambólico e contemplativo de tudo o que lhe rodeia e que lhe faz vibrar de emoções e sentimentos.

Agora o Pedro está a brincar com o lado mais feio da vida, tentando com toda a alegria que tem no coração mostrar-lhe que ainda tem muito para dar, e nós temos muito a receber dele.

Ainda só caminhou metade da vida e já deu tanto e acredito que  o seu melhor está para vir.

O outro lado do Pedro, o que enfrentou mais uma batalha, como tem feito toda  a sua vida, desta vez com a veste de outro herói, o herói deste nosso jardim que a todos nos proteje.

Sei que estás a dormir numa bola de sabão, o jardim está despido e ao frio, não temos brincado, estamos à espera que tu acordes com um valente sopro, rebentes a bola e enchas todo este jardim de energia para te renovares e a todos nós também. Aguardo uma gargalhada ao longe para saber que voltaste.

Amo-te de paixão, estou à tua à espera  no meu baloiço predilecto que ondula na corrente da esperança.



Até breve.
Bom acordar

Um beijinho
Célia

08/03/2011

quarta-feira, 2 de março de 2011

Chuva, Silêncio e Sol




O meu coração conheceu dois dias de chuva, um dia de silêncio e anseia por dois dias de sol!!!


Estou triste...

Venha de lá o arco íris da vida para colorir os meus dias encobertos por esta vaga ondulante de estados de espírito.



02-03-2011

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Nirvana

Myself em estado zen. Após um banho relaxante nada como uma boa leitura ouvindo um som  muito suave e tranquilizante.

É este o efeito que têm sobre mim as pessoas que amo e o ambiente que me rodeia. Sinto-me envolvida (private one).

Viva a Vida!!!


Captei este momento para mais tarde recordar;))))

22/02/2011

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Raios de Sol






Poderia falar em chuvas de estrelas (que amo de paixão) mas para ser franca, a chuva já me cansa.

Apetece-me falar do sol, que emerge de mim as maiores sensações de leveza, alegria, motivação e boas e puras energias, torna o meu coração mais doce, mais puro e sobretudo mais aberto e sensível.

Por mim, todo o ano seria solarengo e se tivesse o mar por perto, então aí... seria ouro sobre azul. Mas sei que tenho uma janela à minha espera de onde poderei, contemplar toda a beleza natural e humana.

Ando apaixonada e nestes dias fico ainda mais vibrante, penso na pessoa que amo com tanta luz e intensidade que até me custa conter a emoção.

Mas também porque haveremos nós de conter o que quer que seja? Ainda por cima se forem coisas boas?

A minha paixão disse-me: "se um dia assumirmos a nossa relação logo se vê no que dá". Mas não é assim em tudo na vida? Na vida estamos sempre à espera para ver no que dá, é o que se chama arriscar com adrenalina, ou tudo ou nada, metades não valem a pena.

Anseio pela Primavera, mais ainda pelo Verão, pois aguardo que seja essa a altura para mandarmos tudo para o alto e deixarmos os nossos corações voarem livremente sem quês, nem porquês.

A vida é nossa, o amor ou o que lhe queiramos chamar pertence-nos somente a nós, intrusos? Esses, apenas poderão ou não (melhor que não o façam, detesto plateias) assistir a algo que quero que seja belo, imaculado e envolto numa bolinha de sabão onde apenas cabemos nós, estes dois seres que se complementam, que às vezes se desencontram, discutem, mas que anseiam (julgo eu modestamente) percorrer  este caminho lado a lado, enfrentando as adversidades e os medos que ora brotem  de nós ora venham dos outros.

Tenho algum receio, mas sei que não estou sozinha, terei uma mão a meu lado e estes raiozinhos de sol que serão a nossa bússola para a felicidade.

A ti paixão, um beijo dos nossos!!!!

21/02/2011

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Não verei o mar dessa janela!!!






Sabes nunca te disse que sou poeta, sem reconhecimento público mas hei-de publicar um dia e tu fazes parte dessa crónica, daí as oscilações de pensamento e tudo aquilo a que dás outros nomes.  Devo estar já a cansar.te mas eu disse.te um dia que era um ser complexo. Não quero estar longe. O que temos continuo a pensar que é raro, especial. Sempre o foi para mim.

Não consigo conceber a hipótese que...

Ainda quero ver o escurinho contigo e dar-te o beijo estrelado que irá fazer-te borboletas no estômago. Sou boa pessoa, contigo serei melhor.

Não desistas de mim, não desistas de nós. Que estas palavras façam eco em ti. Arrisca em mim porque valerá apenas, pelo simples facto que te adoro e é dificil encontrar este sentimento por aí.

Estou tranquila, hoje é um bom dia, sinto-o.

Este é o nosso conto do dia porque as palavras são minhas e tuas!




03-02-2011

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Dois seres num só

Hoje acordei com uma sensação diferente, estranha. Completamente enroscada em ti, conseguia sentir o teu corpo, o teu calor, a tua presença, parecia tão real que fiquei espantada quando vi que afinal estava só.

Apenas o meu ser ocupava aquele quarto, bastante quente, com cheiro a corpos que se deleitaram, enlaçaram e se amaram de uma forma  intensa, íntima, com uma entrega total, tornando-se apenas um.

Olhei em redor, desorientada, julguei que tivesses ído a qualquer lado, foi quando reparei  que estava só.

Voltei à cama e senti o teu, o nosso cheiro, foi quando percebi que não sonhei, que foi real, que estiveste aqui.

Os nossos corpos transformaram-se num só. O meu amor por ti é tão forte que resolvi carregá-lo comigo para onde quer que vá!

Mesmo que seja um delírio, é agradável senti-lo. Fico em posição de larva até que tu surjas, para me resgatares, quer vinda de dentro de mim, quer vinda de fora.

Para me ensinares a compreender-te, a  ajudar-te, a entender-te, a amparar-te, a nunca julgar, nos momentos e horas dificeis.

Não fujas, vem ao meu encontro para mais uma noite de confidências, mimos, partilhas e paixão.

Ajoelho-me e rendo-me diante de ti e do nosso amor!

Estou aqui para te apoiar, para te dar carinho, para agir da forma correcta.
Esta é a forma de te pedir que voltes para mim e não me deixes no silêncio.

Dar-te-ei o espaço que  necessitas e que é teu por direito, quem sou eu para invadi-lo?

Um beijo doce

24/01/2011

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Beijo Estrelado





O ano começou e este beijo estrelado ainda não tocou nos meus lábios, apenas o sinto em forma de pensamento.

 Posso até imaginá-lo a poisar suavemente, mas não consigo apreender o seu sabor, a sua temperatura, o seu toque, a sua textura.

Imagino que seja aveludado, absorvente, intenso, doce, quente, capaz de me levar a alma e descobrir o que está lá, bem no fundo do meu ser.
Costuma dizer-se que os olhos são o espelho da alma. Têm razão. Mas o beijo é  para mim a chave mágica que abre e desvenda o que virá de seguida!
Espero que me dês a oportunidade de o sentir.

17-01-2011

sábado, 1 de janeiro de 2011

Um de Janeiro de Dois Mil e Onze 17:44

Por onde começar num ano que também dá os primeiros passos...

Trezentos e sessenta e quatro dias pela frente. Será que vão ser mais do mesmo, ou algo inesperado surgirá  no horizonte?

Terminou ontem um ciclo e na sua recta final, devo dizê-lo, não me encontrava, nem tão pouco me encontro na forma que gostaria.

Abri portas, gavetas, esconderijos residentes em mim e talvez, talvez, talvez nada.

Coisas há, que não se devem ver, mexer, descobrir, interpretar, devem ser deixadas para aqueles que querem perceber quando não há muito a ser entendido, existe e nada podemos fazer contra isso!

Sinto-me esventrada, traída, cansada, louca, perdidamente estoirada! O meu pensamento, sempre a puta da cabeça, a levar-me para encruzilhadas, mistérios, pormenores, a não me dar descanso, nem pausas, nem tréguas...

O meu sonho para este ano e não incluo nele os que mais amo, pois para esses desejo o melhor, seria adormecer, até que o meu mundo estivesse bem, iluminado e tranquilo como um arco-íris...ou então fall a spleed untill...whatever!!!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Sei lá

Run into yourself, not away from you...

Tentarei correr para dentro, onde estou mais perto de mim, evitando, como de costume as fugas para longe, só para me esquecer de quem sou.

Não sei que fase, episódio ou etapa é que estou a atravessar, nunca me senti tão impaciente, insegura e sobretudo tão só!

Custa acreditar mas até os mais simples rituais e rotinas que tinha, já não me apetece fazê-las sozinha, perdi o gozo, o prazer destes momentos em que era livre.

Agora gosto de estar acompanhada, mesmo até para beber um simples café. Ao que cheguei...

Sempre disse que adoro o meu espaço e que assumidamente gostava de ser uma mulher só.

Mas agora o que antes sentia parece não fazer mais sentido e é exactamente o contrário que pretendo. Cada vez que surje uma oportunidade para isso, fujo na direcção contrária àquilo que quero e escolho sempre a  pior opção, a que me vai deixar ainda mais triste, ainda mais só!

Tenho de resolver o que está inquietanto o meu coração, só assim poderei acabar com estas incertezas, teimosias, impaciências que me consomem, desgastam e que apagam a marca daquilo que sempre julgo ter sido!

Uma pessoa que julgava conseguir controlar o que sentia  não deixando transparecer aos outros o que ía cá dentro, para que a partir daí, não conseguissem minimizar a minha força e destruír as minhas defesas.

Adorava quando me sentia sossegada e tranquila, vivendo o dia a dia e entretendo-me e divertindo-me com coisas simples, singelas e bonitas que a vida nos dá e que contribuíam para me sentir bem.

Agora sinto uma inércia total, nada faz sentido nem gera resultados.
Algo aconteceu. Formulo hipóteses, teorias, jogos, filmes, estratagemas para as coisas que penso, sem as revelar a ninguém.

É uma espécie de jogo de xadrez solitário ou um monólogo. Crio expectativas, diálogos, fantasias, tudo fruto da minha imaginação, que está neste estado, porque está vazia, oca e sem objectivos defenidos.

Às vezes, aliás muitas vezes, não consigo entender porque faço e ajo de determinada maneira, para no momento a seguir me arrepender e não reconhecer porque o terei feito.

 Quando isso acontece, os outros, como é normal, não me entendem e eu, como defesa, magoo, ataco e coloco-os a léguas de mim, sem ser isso o que queria.

Cá dentro está tudo em estado de ebulição, não sei medir em graus, nem em escalas, mas fervilha...

Enfim, porque serei assim?

Tenho de mudar o meu barco para outro porto, ou aliás, tentar descobrir onde está o problema. No barco ou no porto?

11/10/2010

domingo, 5 de setembro de 2010

Olhares de Festa




Ontem fui a uma festa popular, adorei, diverti-me imenso ao olhar para aquela imensidão de gente mergulhada numa felicidade total. Completamente livres, extasiados por poderem circular, conviver, abandonando os seus pertences e abancando onde quisessem, sem receios e medos de nada nem de ninguém.

Por umas horas, todos que estávamos ali, podemos nos abstrair do que se passava lá fora, no mundo real.

Parecíamos uns nómadas, parando aqui, olhando para acolá, vendo acenos, júbilos e momentos de alegria para onde quer que voltássemos a nossa atenção.

Tudo podia ter sido perfeito, se não tivesse visto entre essas gentes, um olhar, talvez o olhar que eu mais quisesse encontrar, desejando que este, mais do que todos os outros, irradiasse brilho, emoção, vida e felicidade. MAS encontrei-o vazio, desnudado, triste, abandonado, perdido, MORTO!

 
Gostei de ter ver, apesar de me ter custado imenso. Estar a teu lado e não poder fazer nada do que queria.

Enxaguar as lágrimas que contidas e tímidas hesitavam e temiam em rolar pelo teu rosto.

Afagar com as minhas mãos as mechas rebeldes e ondulantes que te cobriam os pensamentos que se querem desprender, cortar com as amarras que te prendem e te impedem de correr , até se esgotarem todas as tuas forças, para os braços daquele que ama.

Era apenas um gesto singelo e terno de pura compreensão pelo que estás a passar e uma forma de poder dar-te o que gostava de dar, mas que sei que não devo, nem posso. Dar-te um abraço, um mimo, um aconchego, um momento para que te esquecesses do sofrimento. Mas fui incapaz de tal gesto, por saber dos reflexos e consequências que teriam para mim. Foi a minha forma de me proteger, sabendo que fui totalmente egoísta!

Para o ano a festa continua e espero que os nossos olhares, mesmo que cruzados e não juntos estejam repletos de alegria.

04.102010

sábado, 21 de agosto de 2010

Meu País, Minha Terra, Minha Gente!


Aonde quero voltar e permanecer para sempre!

O país que me viu nascer, dar os primeiros passos, ter a maior festa que um bébé pode ter, antes de ser levado para a metrópole. Não como uma despedida, mas um até sempre, que eu quero que seja, um até já.
 Farei de tudo para lá voltar, quem sabe, para permanecer e ser de novo abraçada e acolhida por toda essa terra. Cheia de vida, emoção, genuidade, sinceridade e beleza.

África, Moçambique, porto seguro!

"Tu", Portugal, metrópole de então, ensinaste-me a crescer e a ser quem sou! Por isso, a ti te pertenço também. Orgulho-me deste país e levar-te-ei no coração quando for.

És e serás sempre uma parte de mim.

21-09-2010

Só vou gostar de quem gosta de mim!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Ben Harper - Another Lonely Day



Hoje uma parte de mim caiu ao chão, estatelou-se por inteiro....
A minha alma acordou triste, vazia, morta. Viu que andava a enebriar-se, a enganar-se, a ser envolta numa fantasia criada apenas pela sua imaginação. Como sempre o é. Mas doeu e continua a doer bem fundo.
Escolhi esta música, porque todos os dias, não apenas neste, os dia são sempre solitários para mim! Sou um ser só! Vagueio sem norte, sem sombra, sem eira nem beira, apenas acompanhada de mim mesma. Por vezes, cruzo-me com amigos, outras com desconhecidos e outras ainda com vultos perdidos também para a vida. Já estou  farta e cansada de deambular só!
Fui, sou e serei sempre, um lobo vagueando à solta, alimentando-se das emoções e vivências dos outros, correndo pela vida, sem nunca entrar nela de alma e coração. Sempre com  medo, na sombra, pelo enorme risco de ser capturado, amado e levado para o cume da vida que é o amor!
Tenho de deixar de correr e parar! Nem que seja só por uma vez,  para poder sentir, tocar, gostar e amar.
Ninguém foi criado para viver iludido ou levitar no mundo da fantasia. Somos seres reais, eu sou real. Tenho de cair em mim e dar o salto. Desta vez, o meu coração apontava para uma direcção, a pessoa com quem devia saltar, mas o dia fez-me acordar e ver as coisas de forma diferente.
Hei-de dar o salto mas de mãos dadas a outro alguém.
Desculpa a ilusão criada apenas por mim e nunca alimentada por ti.
Nos próximos dias, sei que continuarei um lobo à solta. Não por escolha mas por ser mesmo assim, desta estranha forma!
Um beijo!
18-09-2010

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Doubt (Goethe)



Encontrei algo que é bem capaz de vir a preencher a dúvida que reside dentro de mim, desde que me lembro que sou gente.

Será o passo acertado?

Mas será que alguém alguma vez  tem a certeza do que se deve ou não fazer? A atitude certa a tomar ou talvez a mais adequada ao momento?

 A dúvida é algo que faz parte do pacote ou do conteúdo?

Sei que tenho uma bagagem que carrego dentro de mim, cheia de sonhos, fantasias, voos, quimeras, portos seguros, seres reais e irreais, que superam esta minha frágil estrutura e que querem a todo o custo ser livres e sair do lugar onde estão há demasiadamente trancados por uma enorme fechadura de ferro!

Não aguentam mais....tentam a todo o custo abrir, espreitar, sair.... mas lá venho eu e dou mais uma volta na chave!
Em tempos falei do tal prazer da demora, mas esse prazer agora mudou, quero que seja já, no presente, no agora, neste imediato momento!

Estou a tornar-me  impaciente, quero mostrar a mim mesma, que sei que posso, que consigo e que serei capaz de dar o salto entre o meu imaginário (my world) e agarrar as coisas pálpaveis, senti-las, realizá-las!

 Muitas vezes digo a mim mesma "Keep on dreaming", isso não é para ti! São voos altos, uma espécie de monólogo! Mas chega, porque não hão-de sê-lo? Luta Célia aí dentro, remove as dúvidas, as opiniões e os medos! Coragem, tu és capaz!

Quero rasgar com toda a força o que trago agarrado ao pensamento e deixá-lo "manchar" o mundo com a minha pequena marca nesta viagem.

06.08.2010

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Intimidades

Será que levantei a máscara cedo demais? O objectivo era nunca destapar a face e ficar na sombra.

É verdade que aquilo que planeamos é levado a cabo se com isso não estiverem envolvidos factores emotivos, de pele, de química, de coração, de desejo ardente, de calafrios e arrepios de um possivel estar com alguém, esse outro por quem clamamos em silêncio!

Não sei já a que sabe o toque, a volúpia de uma carícia, uma mão que navegue e se perca pelo meu corpo, naufragando em cada canto ou pedaço de mim!

Quero ser puxada, abraçada, tomada, embalada pelas ondas de prazer. Se fosses tu então...sentiria um torpor por todo este meu ser.

 Anseio o teu beijo, o teu corpo, quero devorar-te a alma.Foi por isso que cometi o primeiro erro que fará com que muitos outros estejam a caminho, pois sei que este sentimento cresce a uma velocidade galopante.

Não queria ser descoberta ou aliás, desejava-o com toda a força, sabendo no entanto que este encontro jamais será possível, pois és inalcançável para mim, tu e sei lá mais quem...

Sonho acordada e sinto o toque dos nossos lábios, das nossas faces, dos nossos corpos. Tudo apenas neste meu imaginário que sempre foi fértil e assim sempre será.

Estou sempre presa a regras, ao que será certo, errado, dúbio, atenta ao que penso e ao que os outros, malditos, pensam sobre cada gesto meu!

Será que leste o que escrevi? Terás entendido? Sentiste o toque das minhas palavras?

O mistério adensa-se, cresce e foi aumentado por mim, pois sei que nunca chegará uma resposta. Pergunta criada por mim e certamente também será respondida por mim, como foi sempre!

Gostaria de ter visto a tua expressão ao veres aquele pedaço de papel, largado ao vento, numa varanda, já a noite ía avançada! Esperei, olhando a lua pelo momento oportuno para que tudo desse certo. Será que o ritual estritamente estipulado surtirá o efeito desejado?
Sou a tua teia e gostaria que um dia fosses a minha aranha!
Até lá...
Ficarei aqui ao pé de mim!
 

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Kruegger o belo e amigo pastor

Trouxe um malmequer para junto de mim, pois como tu meu campeão e eterno amigo precisava de um lugar fresquinho e alguém que o tratasse com carinho e o mimasse.

Ao cuidar dele estou à distância a torcer por ti! Força e coragem, talvez ainda consigamos superar esta batalha, esta adversidade, que como sabemos, faz parte da rota e do ciclo estabelecido por alguém que sabe quando devemos chegar e partir.

Entendo que seja assim, mas sofro por saber que um dia um de nós terá de partir. E o pior é saber que o faremos de forma separada. Sei que me darás um sinal no teu olhar a avisar que essa hora chegou e que finalmente, descansarás como um guerreiro que foste, és e serás.

Estarei para sempre ao teu lado e um dia voltaremos a ser um do outro, seres iguais, nunca diferentes.
Caminharei sempre em frente sabendo que estás a meu lado, a zelar por mim, a proteger-me e a todos aqueles que sempre foram teus amigos e te quiseram bem.

Sempre alerta, distinto, imponente, sempre tu, my litlle angel...

"Meu" cão, "meu" amigo, "meu" tudo!

Kruegger amo-te e estarei sempre contigo every step of the way e como sou do sporting, a esperança e a garra de vencer estão em mim. Por isso não desisto, ainda...

A vida é como um jogo e até ao último minuto tudo pode mudar. Luta e eu estarei aqui para esfregar esse focinho, mexericar nessas super orelhas, nesse pêlo tão felpudo que dá vontade de adormecer. A melhor companhia, não tenhas dúvidas.

A tua lambidela é refrescante, chlep, chlep, hummm;))))))))))))

Serás sempre o pastor alemão mais lindo que alguma vez verei. Quando e sempre que me cruzar com outros estarás lá sempre tu.

Isto não é uma carta de despedida, é apenas um forcing, telepatia, para que tu aí em casa o sintas à medida que te escrevo. O malmequer está aqui, lindo, forte, vivo virado para mim, tal como tu aí estás à espera de mim.

Até logo meu pastor.

domingo, 25 de abril de 2010

Nascimento

O dia nasceu mais brilhante, uma luz forte fez estremecer o mundo. A manhã foi solarenga para raiar a vinda da Maria Inês e guiar este novo malmequer neste milagre que é a vida! Dois seres muito doces, tipo algodão das nuvens brotaram de sim ainda um mais, mais e mais doce! A miúda nasceu às 13h00 com 3k100gramas e tem, 47cm;))))Já via a foto que o papá mandou mas estou desejosa de a ver ao vivo! Que emoçãooooooooooo. A noite foi agitada sempre a pensar e a pedir para que tudo corresse bem. Fui atendida e agradeço desde já aí às divindades, seres, natureza, tudo o que nos envolve! Está a ficar fresquinho agora que entardece. Acho que esta brisa vai ser boa para a jovem mamã e seu rebento poderem descansar....
Já estou a imaginar lá mais para a frente os três a apanharem umas ondas e quem sabe levem a tia-avó a surfar também...mal não vai fazer, estou habituada a ir ao tapete e vazo ruim não quebra, mais artrose menos artrose, borá lá.
Beijinhos aos três
Tia Célia

20/04/2010

sábado, 17 de abril de 2010

Boas Novas

Hoje recebi boas notícias!

A minha sobrinha neta está quase, quase a nascer. Faltam poucos dias, horas, minutos.

A alegria vai reinar e fortalecer a base da nossa sociedade, a família. Algo tão raro e pouco prezado pelos valores em que se rege a sociedade de hoje.

Bem - vinda sejas e dá-nos motivos e forças para continuar.
Sei, desde já, que com o teu sorriso e olhar me tornarás um ser mais forte e grato por existir. Por fazer parte deste montinho de  grãos de areia que somos todos nós.

Obrigada miúda, farei de tudo para que sejas feliz!

Vais nascer no próximo dia 20 de Abril! Tenho a certeza que no meu coração e no mundo vai estar um enorme arco - íris!!!

A saúde é de acto o melhor que temos. Hoje, apesar de tudo apontar para um desfecho triste, alguém, muito especial também recebeu uma boa nova.

Mas, digo eu..., foi um sinal que alguém lhe deu para mudar de atitude, de comportamento e de mentalidade por forma a merecer continuar nesta nossa breve passagem por esta realidade.

Estarei cá, enquanto o conseguir e assim o permitirem para ajudar nesta nova etapa.

Quanto a mim, continuo a querer aquilo que alguns, os mais especiais sabem. Não tenho nunca a coragem de dar o step, o salto. vivo e acordo a observar, a imaginar, a fantasiar e mais nada. Sou como uma bola de sabão que vai para o ar e desfaz-se, desaparece...

Quero chegar lá mas, em mim há sempre um mas, um porém, um contudo, gargalhada!!

Se fosse um quadro diria que seria abstracto, se fosse natureza seria morta, mas na minha imaginação tudo é colorido, vivo e verdadeiro! 

Pena é que seja sempre tudo my imagination;)))))))))))))))
13.04.2010

terça-feira, 13 de abril de 2010

Esvoaçar

Por esses prados fora a minha alma levita e quer ser arrebatada pelo imenso céu que espreita lá fora.

A infância já não me pertence, hoje é de outros. Se o fosse aproveitava o dia solarengo que brilha algures...

Porque será que quando quero entregar o que vibra dentro de mim, ninguém está presente para me levar como uma gaivota, abraçada pela imensa eternidade e céu que por todos espera?

Não me pertenço, ninguém me pertence e continuo aqui...

Mais um dia à espera que tu minha alma gémea me venhas buscar e que juntas possamos voar por aí!

09.04.2010 

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Janelas

A acalmia das correntes de tudo o que me rodeia não deixa despertar em mim o frenesim da emoção! Sinto a premência da vibração. Quero ser abraçada por um sentimento qualquer.

Estou farta e cansada de ser e de não ser! Vivo pela metade de mim e do que anseio em me tornar!

Não me pertenço e não pertenço a ninguém. Estranho sentido de existência. Hoje estou...outside the world!

O poder do meu amor mede-se pelo silêncio. Outside the rain begins... (Rita Coolidge "We are all alone")

Porque temos de esconder sentimentos que necessitam de ser saciados para nos podermos sentir gente, mulheres...

Sempre impedidos de sermos NÓS por  muros de aparências, fingimentos, espelhos do que querem que sejamos.

Vive-se no mundo da mentira. Não o da alma, do coração, do ventre!

Noites de quartas feiras na Parede (Carlota, Craveiro e Luís place). Bebemos um vinho do Novo Mundo, Austrália. Sabor diferente, fresco e que preenche a boca toda, lololol...vão dizer: "pérolas a porcos";))))))))))))))))

A melhor parte do dia. Estar em família, sentir-me amparada depois de um dia estranho.... 

03/02/2010



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Rumo aos céus

Como a vida separa as pessoas em mundos tão diferentes consoante a recta de ascensão de cada um!
Não subi muito alto na escala do número, mas voei montanhas no meu íntimo!
Espero continuar sempre a subir rumo à rota dos céus, de mãos dadas com aqueles que sei, foram e serão sempre os meus companheiros de viagem!

01.02.2010


Quero ter um tempo e algo que não possa recordar nem reclamar como meu...
Como um barco que desliza para um rumo ou cais sem trajectória definida, deixando o meu destino à deriva...
Há sítios, pessoas e horizontes que vislumbro ou imagino como pequenos tesouros e que, de uma forma ou de outra, já estão para o meu ser há muito perdidos ou eternamente nunca achados...

01.02.2010

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Energias

A apreciar o silêncio tão necessário para todos mas tão doloroso ao mesmo tempo! Mas...a vida é assim mesmo, cada um tem de cuidar de si, mesmo que, por vezes o trilho seja torturoso...haja saúde mental e física, rodeando-nos sempre de boas energias. Acredito que tenho poucas pessoas com essas vibrações, mas algumas, as suficientes!

13/01/2010

Um novo acordar...

"Estou a imaginar! Raptar-te para a Madeira..."

"Um ser complexo? E o que faria esse ser se eu o encosta-se à parede e o beija-se com toda a minha alma?"

"É essa cena que me fascina em ti, essa sensualidade clássica!"

"Ontem quando estávamos no sofá deu-me uma vontade louca de te beijar, mas tive medo da tua reacção."

"O que eu mais quero é quando estiver de novo contigo, é beijar-te, agarrar na tua mão, tocar no teu lindo corpo como se não houvesse amanhã!"

"Porque é que as coisas têm de ser tão complicadas? Se pudesse fugia contigo para bem longe daqui! Quero-te, desejo-te! Porque não te conheci antes? Muito antes disto tudo. Talvez as coisas tivessem sido mais simples!


A year ago...

"Meu amor que mensagem tão profunda...projectos há muitos e é sempre bom começar com energias positivas!  Quanto a nós é mesmo a falta de tempo que eu ando a ter na minha vida mas espero que melhor este ano! Estou a fazer uma aposta...mas adoro-te do fundo do coração e continuas a ser muito especial. Mil beijos love u e um ano em grande para ti".
02-01-2009

A minha gente...

"Essa do entrar bem é mais para os outros, pois não uso nem ouso..."
Amigo Nuno

"Estás muito bem querida e se te rodeares de pessoas que realmente te amam estarás sempre bem. O sonho comanda a vida e enquanto sonhares sabes o que realmente importa nesta vida."
Amiga Sofia

"Já fiz o relatório todo à família do yoji. Ele adora ficar na cadeira grande do quarto."
Amigo 4 patas

"Obrigado tia, nós vamos com calma temos tempo para lá chegar. Vou levar as meninas para o ar puro. Obrigado por te teres lembrado."
Sobrinho Miguel

"Adoro-te, boa noite querida e obrigado"
Irmão Filipe

"Já estive a ver o teu blog e gostei muito."
Sobrinha Andreia

"Aproveita bem essa terrinha que vamos deixar para depois voltar com a Maria Inês. Para ela sentir o que é crescer junto do mar."

"Não renego as minhas raízes mas já dei o meu coração a outra terra, essa onde estás!"

"Agora o meu coração e alma estão com a minha filha"
Sobrinho Miguel

"Continue com seu diário virtual, aquilo está muito fixe."
Amiga Cristiane

"Está confirmadíssimo é uma menina;), e o mais importante...está tudo óptimo."

"E eu confio muito na tua intuição. Fico feliz por sentires isso;) Beijinhos, loveu"
Sobrinha Andreia

"Oh...eu não tenho guita para prendas amiga!A coisa está preta...E tu foste gastar dinheiro...A tua amizade já é suficiente para nós!"

"Também gostei amiga. És a lécia de sempre, não me cansas nada porque o meu cérebro está a ficar parado de tanto não falar com ninguém...vem sempre e muitas vezes. Beijinhos, gosto de ti".
Amiga África do Sul

"Bjs linda, bj"
"És a melhor tia do mundo!"
Sobrinho Mecas

"Olá tia Célia!! Está tudo bem mas muito trabalho!Claro que vou pondo a par! Tens que vir almoçar mais vezes connosco;)"
Sobrinha Andreia

"Gajas com sorte;) mar e estrelas. Diverte-te, beijinhos"
Amigo Nuno

"Oh Célia, nós gostamos muito que venhas cá a casa. É sempre muito giro".
Amiga Natacha

"Fiquei super feliz com a reacção de todos! Tenho a melhor família do mundo:)"

" Que mensagem tão boa ao acordar, também gosto muito de ti".

"Não me cansaste nada!Soube-me bem conversar:). Adoro ver-te assim cheia de energia e boas vibrações;). Beijos, vou aterrar na caminha."
Sobrinha Andreia

sábado, 9 de janeiro de 2010

Fugir...



Tenho de fugir de um pequeno mundo de nevoeiro onde assentei pilares.
Quero levantar-me acima do fumo da minha vida!

09.01.2010

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Versão de Amar

Não quero sequer ouvir o eco do meu pensamento...
O som incomoda e desperta em mim uma agressividade que recai sobre aqueles de quem mais gosto. Optei, com tudo o que isso implica por ser uma MULHER só!
Gosto de quem gosto, adoro aqueles que me são especiais e que tocam na minha essência...não viveria sem saber que esses, estão sempre lá. Prefiro partir antes das suas viagens. Nem sequer consigo imaginar o mundo sem as suas presenças, visto pela minha redoma tão frágil, que a qualquer movimento mais suspeito estala e parte.
Ontem, alguém muito especial, comparou o amor a uma pessoa que tinha visão e ficou enublado por uma cegueira total. Algo completamente diferente de quem viveu na escuridão uma vida inteira. Quando alguém que amamos nos deixa, ficamos entorpecidos nessa cegueira total que nos leva ao vazio, ao nada, à miséria humana. Algo tão ou mais frio, amargo ou esvaziante quanto a morte. Sei lá...Desconheço ambos. Pelo menos quando a outra dimensão, plano, mistério nos tira e leva o nosso amor, ficamos com a sua espiritualidade, as suas memórias, os seus abraços, a sua essência, agarrada e residente em nós para todo a nossa eternidade. Engarrafamos em nós, o seu perfume, o seu toque, o seu corpo, a sua alma, a sua..., a NOSSA vida!!
Sentimos que não sentimos, que nos desnudaram por completo, ficamos vazios, inertes, desnorteados!
O que fazer perante a perda? Não sei, talvez ninguém saiba.



Nunca amei nem fui amada com essa intensidade, dimensão talvez. Apenas tive um rasgo, um sabor desse sentimento quando era criança, um amor cândido, ingénuo, naif, o verdadeiro talvez. Para mim foi, julgo! Era algo que me consumia as forças em prol do outro, esse alguém a quem era capaz de dar a minha vida. Esperava de madrugada para o ver partir com a sua avó, a minha avó, a D. Hortense. Era o Ricardo, para mim, o coração de leopardo. Guardo-o  para sempre no meu coração. Obrigada por me teres ensinado a amar, os outros podem dar-lhe outro nome, mas a inocência pura fez de mim, uma pessoa melhor, e por isso sou mais exigente no acto de amar.
Dizem que tudo é eterno enquanto dura, não poderemos nós prolongar essa eternidade desse outro para todo o nosso sempre? Mesmo quando esse alguém parte para outro alguém ou outro plano?
Acredito que sim, que tudo é possível, desde que nós queiramos. Tornar para sempre nosso, aquele ou aquela que é a nossa alma gémea. A viagem nunca termina sem haver uma hipótese de retorno, agora ou no futuro. Esse passageiro que nos acompanhou, seguirá, talvez noutro lugar do mundo, sempre connosco, mesmo que não pareça, ele está sempre no banco do lado. Um dia, noutro contexto, noutra situação, noutro mundo, voltaremos a dar as mãos e seremos de novo um só ser. Uma plenitude de almas. É assim que vejo o conceito de alma gémea. Nunca encontrei a minha, talvez nunca a encontre, mas acredito que ela esteja em algum lugar à minha espera sem eu o saber e ela também não. A todos os que amam desta forma, nunca deixem de  amar esse alguém que foi e continuará a ser sempre nosso.
Transportamo-lo-emos para o resto das nossas vidas, mesmo que durante o percurso surjam novos companheiros de viagem, que até nos podem encantar e voltar a fazer com que sintamos um amor ainda maior. Mas...o outro, o que amamos como se fosse o último e único amor, estará sempre lá e faz parte de nós. Absorvemo-lo.
Esta é a forma como entendo o amor através da partilha das experiências dos outros e do que transmitem e eu retenho. Só quero guardar o que é bom de guardar. Perante isto, ajoelho-me e resigno-me a um amor universival, único, transcendente, brutal. Bebendo este amor intenso e acreditando que talvez um dia deixe de descrevê-lo e passe a senti-lo. Estou disponível para algo assim.

06.01.10

Sinal

Após o último post, no qual me sentia um pouco em baixo e quando aguardava o tal sinal, nessa mesma noite a minha pulseira rosa do bonfim da bahía, que trouxe de Porto Galinhas, Recife, Brasil, rebentou-se do pulso quando estava a descer para a cave dos meus pais. E ainda dizem que não existem acontecimentos estranhos...Já não me lembro quais os desejos contidos nessa pulseira, mas de certo coisas boas virão;)
Acredito, desejo e aguardo good vibrations para 2010!
Beijinhos e continuem a acreditar que vale a pena sorrir!
08.10.10

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Falta-me um sorriso!

A minha muralha foi atingida por uns furinhos...querem entrar sem permissão! Tenho de me proteger num local acolhedor e quentinho...Estava a ficar mais forte, começava a acreditar em mim e em ALGUÉM! Algo por aí, está a tentar fragilizar-me. Forças? Pessoas?  Eu mesma?
Preciso de mim, de boas novas, de acreditar que ainda vale a pena. No meu mundo o sol estava de novo a sorrir e a luz já brilhava quentinha dentro de mim, mas a sombra e a escuridão toldam-me o caminho. Preciso dum lampião, alguém hoje, aí fora, faça-me um sinal que me faça entender que vale a pena continuar a sorrir e que o mundo ainda é às cores!!!
04.01.2010

domingo, 3 de janeiro de 2010

Amigos


"Sonhei num sonho, vi uma cidade invencível aos ataques de todo o resto da terra; sonhei que era a nova Cidade dos Amigos".
Whitman

A minha alma respira quando os meus amigos me visitam por dentro irradiando um feixe de luz...

Sinto-me na orla da vida e não quero olhar para baixo! Receio o que me espera. Sempre a estúpida da dúvida, do medo, do desconhecido, que ao mesmo tempo me excita. Sigo ou paro?

02.01.10

sábado, 19 de dezembro de 2009

My Way, Família e Amigos

Tanto para dizer e nem saber por onde começar. Vou fazer um apanhado geral da situação. No dia 13 deste mês da época de Natal, a de que mais gosto em todo o ano, completei a minha Licenciatura em Ciências Sociais. Iniciei em 2001 e termino agora em 2009. Caminho que demorei a percorrer mas que finalmente chegou ao fim. Tardei mas cheguei onde queria. Como se costuma dizer por aí: "Nunca é tarde" para nada na vida, desde que nos empenhemos e acreditemos em nós e no que queremos conquistar.

Ainda não tive tempo para deliciar esta minha pequena, grande, VITÓRIA. Parece que ainda não caí em mim e penso que aconteceu a outra pessoa qualquer. Nada, nem ninguém, consegue perceber o que sinto e o que isto representa para mim!

Agradeço a todos aqueles que acompanharam e apoiaram este meu "My Way".

Há minha enorme e adorável Família: DELGADO GOMES. A minha árvore, a minha raíz, os meus ramos e o meu  recente  galho. Pai JOÃO (John), Mãe AURIZA, aos meus irmãos: Carlos, Filipe, Carla e Cristina. Aos meus sobrinhos: Andreia (Fanó), Miguel, António (Mecas), João, Tiago, Luís, Gonçalo, Leonardo (Leo), Tomás e Vasco.
À minha sobrinha neta Maria Inês. Aos meus tios: LÍDIA e OCTÁVIO e filhos: Octávio, Leila, Bébé, Nicha e Nuno.

Aos meus amigos: Jonhny (mana), Filipa(mum), Sérgio (DTR), Vanessa (Va), Eunice, Pedros, Telma, Patricias e a todos os outros.

Sei que não estou em Hollywood na Academy Awards, no Kodak Theatre,  mas para mim, esta é a minha passadeira vermelha, a minha nomeação, o meu óscar. Atribuído por mim mesma.

Festejarei sozinha, acompanhada por quem o entender e para todo o sempre.
Mas life goes on..., sempre com coisas boas. Temos muito que festejar no final deste ano que termina. Um novo galho vem a caminho, a minha sobrinha neta, a minha spark, a minha MARIA INÊS. Uma nova flor vai nascer neste meu jardim, recheado já de muitas bolas e apenas um malmequer, que vai brotar de si, outro malmequer...



BEM VINDA MIÚDA,  a Tia vai estar em cada etapa deste teu caminho que começou em Junho. A mamã carrega-te dentro dela protegendo-te de tudo e do imenso frio que faz cá fora. Aproveita o quentinho, descansa e brinca com a mamã, o papá e com todos nós, que estamos deste lado de cá à tua espera. Este ano será sempre especial para todos nós, jamais o esquecerei my angel;)

O Natal que está aí, vai ter um sabor diferente, mais "sugar" do que os outros. Só por isso, já valeu a pena estar viva até hoje, para te receber e mimar. Até breve miúda;). Boa sorte para a Família árvore Robalo Gomes.

Hoje, decidi que só quero falar de coisas boas, energias positivas, luzinhas que brilham em mim e em meu redor.

Boas Festas e um Santo Natal para todos.

19.12.09

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

STUFF




Gosto de:
Ampulhetas, Máquinas do Tempo, Caixas de Música, Caixinhas, Ferramentas, Barro, Bolas de Neve (pequenos círculos de vidro que contam pequenos imaginários), Cordas, Fandangos, Mantas de Retalhos/Trapos/Blankets, Ferramentas, Nós, Cães, Peixes, Pardais, Estrelas e mais...o Infinito (8 invertido)

04/12/09

Ler:

Código da Bíblia, Livro Tibetano dos Mortos, Jesus Cristo segundo os Evangelhos, O Principezinho...

Averiguar:

Língua gaélica


CINEMA



 Ver:

Coisas que tens de fazer antes dos 30, Bug, Máximo 10 unidades, Proposta, Sedução, Estranhos Turistas, Malditos Bastardos, Rapaz A, Anjos e Demónios, Golpe de Uma Vida, Gran Torino, Che O Argentino, Atormentados, As Ruínas, Ilusões Mortais.

Filmes ou Séries Intemporais(VHS):

Summer of 42, ET, Grease, Streets of Fire, Ghost, Dirty Dancing, Top Gun, O Último Tango em Paris, Atracção Fatal, 9 Semanas e Meia, Ases pelos Ares, Footloose, Poltergeist, Stuart Little, Fame, Balada de Hill Street, Reckless, Verão Azul, A Casa de Terror, Dallas, Galáctica, Flash Gordon, Heidi, Abelha Maia, Marco,Os Marretas, Vickings, Tom Sawyer,  e vou actualizando... folks

Cartaz:

Julie&Julia, 2012, Fame.


Livros:



"Declaração Universal dos Direitos Humanos". Composto por 30 artigos. Criado em 1948

04/12/09

" Muitas Vidas, Muitos Mestres" Brian Weiss

01/12/09

Citações:


"...Li há dias que: ( "Cada homem é o Arquitecto do seu futuro"). Go Get It".
Conselho do mano velho

"Estuda amiga, o sol não vai embora"


22/09/09

"Não existe o esquecimento total: as pegadas impressas na alma são indestrutíveis!"

11/09/09

"És tipo golfinho selvagem que quando é posto em cativeiro morre de desgosto"

25/07/09

Sugestão de Música:

Reggae: Souls of Fire, Patrice

29/10/09

Ideias:

Figura Tia, Gomes, Murais Urbanos, Urban Minds, Purgatório Silêncioso, A Força do Embondeiro.

13/10/09

Espelho Nú ou Reflexo do Nú. Espírito Contido ou Envolto, Fusco. Névoa de Fantasia.

12/10/09

Eu:

- Segundo um antropólogo, na idade média "os loucos" eram sábios. Únicos seres com sabedoria para contactar com entidades superiores...
No Renascimento foram enclausurados. No séc.XXI são vistos, talvez, como desadaptados, outsiders.
Enfim, uma questão de forma, não de essência. Por um acaso, tive o privilégio de poder conversar com alguém, hoje. Um ser semelhante, particular, não diferente!
Fiquei feliz, até breve, estranho ser...

Horas depois, veio a resposta...

Alguém:

- Gostei muito das tuas palavras. Foi importante termos conversado, fez-me sentir que não sou única. Senti que estava a falar com alguém muito além (inteligente/especial).
Quem sabe voltaremos a encontrar-nos. Boa sorte. Eu ainda estou à procura do melhor caminho a seguir!

10/10/09

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Pedaços...




A viagem acalenta a saudade, porque a alma dorme enquanto o corpo caminha!

Como um dia pensei ser alguém,
Hoje, neste presente imediato,
Decidi sê-lo!
Sinto no meu íntimo,
Uma verdadeira confusão,
que me impele a fazer uma escolha,
Seguir decididamente para a frente...
Ou permanecer eternamente para trás!


Ao longo de várias situações, a vida vai passando sem deixar tempo para ponderar e voltar atrás.
Muitos são os erros que cometo e cometi, mesmo assim, parece que insisto em repeti-los, como se não tivesse realmente escolha e a certeza que já errei no passado.

Serei eu tão ou mais desequilibrada quanto os outros?

Por vezes, peco em pensar que sou superior, quando no fundo, a essência não deixa de ser a mesma.
Fugindo regularmente dos compromissos que a vida me coloca, posso concluir:
Sou toxicodependente de mim mesma, dentro de mim, do meu sangue, corre uma substância que gera uma apatia vulgar e medíocre!

20/11/95

A vontade desliza dentro de mim, sem motivo próprio, retirando-lhe assim a própria decisão que possuo e que me faz pensar em partir sem deixar qualquer rasto possível para onde quer que vá.

Só espero que antes de partir, alguém me apoie e assista a essa viagem, pois quando partir, partirei sempre com a esperança de um dia voltar, mas sem qualquer vestígio do passado, presente ou futuro!

11h00 02/08/92

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

INTP - Perfil de Personalidade

INTP - Perfil de Personalidade

Seu modo principal de viver é focado internamente, lidando com eventos de maneira racional e lógica. Seu modo secundário é exteriorizado, através do qual você absorve factos primariamente através de sua intuição.


Você vive num mundo de possibilidades teóricas. Você vê tudo em termos de como essas coisas podem ser melhoradas, ou em como podem ser transformadas. Você passa a maior parte do seu tempo dentro de sua própria mente, fazendo uso da sua grande capacidade de analisar problemas complexos e de identificar padrões que se repetem, criando explicações lógicas para eles.

Você busca a clareza em tudo, e é voltado para a construção de conhecimento. Você é o típico “professor lunático”, que valoriza muito a inteligência e a habilidade de aplicar lógica a teorias para encontrar soluções para os mais diversos problemas. Você é tipicamente tão voltado para transformar problemas em explicações lógicas que passa muito tempo vivendo dentro de sua mente e pode não colocar muita importância no mundo exterior.

Sua inclinação natural a transformar teorias em compreensão concreta pode se tornar um sentimento de responsabilidade pessoal de resolver problemas teóricos e de ajudar a sociedade a se mover em direção a um nível mais elevado de conhecimento e de auto-compreensão.

Você valoriza o conhecimento acima de tudo. Sua mente está constantemente trabalhando direcionada a gerar novas teorias ou a comprovar ou a derrubar teorias existentes. Você aborda problemas e teorias ao mesmo tempo com entusiasmo e cepticismo, ignorando as regras e opiniões existentes, e definindo sua própria abordagem para a solução.

Você busca por padrões e por explicações lógicas para quaisquer coisas que te interessem. Em termos gerais, você é uma pessoa um tanto genial e capaz de ser objectivamente crítico em suas análises. Você adora novas idéias, e fica muito empolgado com conceitos e com teorias abstratas, obtendo muito prazer em discutir esses conceitos com outras pessoas.

Você pode parecer “com a cabeça nas nuvens”, alienado e distante dos outros, pois gasta muito de seu tempo dentro de sua mente, pensando sobre teorias de como as coisas funcionam. Você odeia trabalhos rotineiros e prefere muito mais construir soluções teóricas complexas, deixando a parte de implementação dos sistemas para outras pessoas conduzirem.

Você é intensamente interessado em teorias, e gasta, sem problema algum, muito tempo e energia para encontrar a solução para um problema que tenha intrigado seu intelecto.


Você não gosta de liderar nem de controlar as pessoas; é muito tolerante e flexível na maioria das situações, a não ser que uma de suas fortes crenças seja violada ou desafiada, em cujo caso você adoptará uma postura bastante rígida.

Você tende a ser bastante tímido quando conhece novas pessoas, mas por outro lado, é muito autoconfiante e gregário quando junto a pessoas que você conhece bem, ou quando discute teorias que você compreende em total plenitude.

Você não compreende nem valoriza decisões tomadas com base em subjectividades pessoais e sentimentais. Você luta constantemente para chegar a conclusões lógicas para problemas e não entende a importância ou a relevância da aplicação de considerações subjectivas e emocionais às decisões. Por essa razão você nem sempre percebe o que as outras pessoas estão sentindo, e nem está naturalmente equipado para atender às necessidades emocionais delas.


Você pode ter um problema com auto-engrandecimento e com rebeldia social que pode vir a interferir no seu potencial criativo. Sendo que o seu Sentimento é a função menos desenvolvida, você pode ter dificuldade em dar o carinho e o apoio que é sempre necessário nas relações íntimas. Assim, se você não perceber o valor em ser cuidadoso com os sentimentos das pessoas, você pode se tornar excessivamente crítico e sarcástico para com elas.

Se você não for capaz de encontrar um espaço nesse mundo onde você possa fazer uso de suas fortes habilidades, você pode acabar se tornando uma pessoa extremamente pessimista e cínica. Se você também não desenvolver seu lado Sensorial/concreto o suficiente, você se encontrará “desligado” demais do seu ambiente, e demonstrará essas fraquezas na execução de tarefas do dia-a-dia, como pagar as contas ou se vestir apropriadamente.



Para você é extremamente importante que as idéias e que os factos sejam expressos de uma maneira correcta, clara e consistente. Talvez isso seja porque você prefere se expressar através do que você acredita ser verdades absolutas. Às vezes sua compreensão já completa de uma idéia não é facilmente compreendida pelos outros, e não é normal que você tente reorganizar melhor o que você falou para explicá-la de uma maneira que os outros compreendam.

Você pode também ter uma tendência a abandonar um projecto assim que você entenda seu funcionamento, pulando para a próxima idéia. É essencial que você dê importância a explicar as teorias que você desenvolve através de maneiras compreensíveis. Afinal, uma descoberta sensacional de nada significa se você é a única pessoa que a compreende.


Você é uma pessoa bastante independente, original, e nada convencional. Não é provável que você coloque muito valor em valores convencionais como os de querer ser bem aceite por todos ou por querer segurança em todos os aspectos da sua vida. Você possui um caráter complexo, e tem uma tendência a ser inquieto e temperamental.

Fortemente engenhoso, possui padrões de pensamento que o permitem analisar idéias  através de novas maneiras. Conseqüentemente, diversas mudanças relacionadas ao pensamento científico mundial foram feitas por pessoas como você.


Você se encontra no seu meio ideal quando pode trabalhar com suas teorias de maneira independente, num ambiente que ofereça apoio ao seu génio criativo e até mesmo excêntrico. Se esse for o caso, você poderá alcançar feitos memoráveis. Pessoas como você são pioneiras, contribuindo com novos pensamentos e idéias para a nossa sociedade.

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????



30/11/09

Teste de personalidade: Arquitecto

O ARQUITECTO


Arquitectura é a ciência das relações espaciais - a organização, estrutura, construção, configuração, e os Arquitetos, desde pequenos, estão preocupados com relatividade espacial e [projetos/modelos de sistemas].

Mas os INTPs não devem ser considerados como unicamente interessados na configuração de espaços tridimensionais, como edifícios, pontes e máquinas; eles são também os arquitetos de currículos, de empresas, e de todos os tipos de sistemas teóricos.

Em outras palavras, INTPs são homens e mulheres cujo objectivo é delinear estruturas sistêmicas e construir modelos estruturais. Todos esses Arquitetos consideram o mundo como pouco mais do que matéria-prima a ser remodelada de acordo com a sua concepção, como pedra bruta que deve ser lapidada.

De facto, nos seus anos posteriores (depois de descobrir que a maioria das outras pessoas está fingindo uma compreensão das leis da natureza) os INTPs tendem a julgar-se organizadores superiores que devem opor-se à natureza e à sociedade em um interminável esforço para criar organização a partir das matérias-primas da natureza.


Enquanto os também Racionais INTJs são especialistas em ordenação, os Racionais Arquitetos são especialistas em organização.

Como uma variante dos Racionais de Platão e dos Dialéticos de Aristóteles, os INTPs são pouco diferentes dos outros NTs na maioria dos aspectos. Como todos os Racionais, eles são abstratos na comunicação e utilitaristas ao implementar seus objetivos.


Eles preferem estudar ciência, são preocupados com tecnologia e trabalham bem com sistemas. O seu ponto de vista é pragmático, cético, relativista, focado em interseções espaciais e intervalos de tempo. Eles baseiam sua auto-imagem [definido pelo autor pela combinação de auto-estima, auto-respeito, e auto-confiança] em serem engenhosos, autônomos e resolutos [respectivamente].

Se depender deles, são calmos; confiam na razão, são famintos por conquistas, buscam conhecimento, valorizam cordialidade e aspiram a ser como magos da ciência e tecnologia.




Intelectualmente eles são muito mais propensos a exercer a estratégia à diplomacia, à tática, e sobretudo à logística.

Além disso, com a sua natureza investigativa ou exploradora eles tendem a preferir o papel informativo do Engenheiro ao papel diretivo do Coordenador. E porque são reservados e altamente atentos eles parecem preferir o papel do Arquiteto ao do Inventor (ENTP).

Arquitetos são raros, estimemos um por cento da população, e portanto dificilmente encontrados em locais comuns, ou se encontrados, não são reconhecidos. Para este tipo de Racional, o mundo existe essencialmente para ser analisado, entendido e explicado.

A realidade externa em si não é importante, é uma mera arena para verificar a utilidade de idéias. O importante é que as estruturas básicas do universo sejam descobertas e enunciadas, e que tudo o que seja declarado sobre o universo seja declarado corretamente, com coerência e sem redundâncias.

A curiosidade acerca destas estruturas fundamentais é a força motriz dos INTPs, e eles pouco se importam se os outros entendem ou aceitam suas idéias. Os Arquitetos aprenderão por qualquer maneira ou grau que possam. Se conhecimento pode ser adquirido ao observar alguém ou praticar alguma acção, então vale a pena; se não pode, então não vale a pena.


Os Arquitetos estimam a inteligência em si mesmos e nos outros, e parecem estar constantemente à procura dos princípios tecnológicos e das leis naturais sobre as quais o mundo real está estruturado. A varredura cognitiva dos INTPs não é global e difusa como a dos NFs; pelo contrário, os Arquitetos limitam sua procura apenas àquilo que é relevante para o assunto em questão, e portanto eles parecem capazes de se concentrar melhor do que qualquer outro tipo.

Os Arquitetos também podem tornar-se obcecados com a análise. Uma vez apanhados em uma reflexão, esse processo parece ter uma vontade própria, e eles persistem até compreenderem o problema em toda a sua complexidade. Além disso, uma vez que os INTPs sabem alguma coisa, eles a lembram.


Com o seu grandioso desejo de compreender as leis da unidade e diversidade, eles podem ser um pouco arrogantes e às vezes podem mostrar impaciência com outros menos dotados de capacidades dos Engenheiros [ver tópico], ou menos auto-motivados.

Infelizmente, o seu orgulho por sua engenhosidade pode às vezes gerar hostilidade e atitudes defensivas por parte dos outros.

Os Arquitetos apresentam a maior precisão no pensamento e na linguagem de todos os tipos. Eles tendem a perceber distinções e inconsistências no raciocínio e na linguagem instantaneamente, e são capazes de detectar contradições em afirmações independentemente de quando ou onde as afirmações tenham sido feitas.

Apenas frases que sejam coerentes têm sua consideração, e portanto a autoridade conferida por um cargo, credencial, ou fama não os impressiona. Tal como os ENTPs, os INTPs são devastadores em debates ou em qualquer forma de discussão; suas habilidades em análise diferencial dá-lhes uma enorme vantagem em descreditar os argumentos dos seus oponentes e em reforçar os seus próprios.

Eles consideram todas as discussões como uma busca por compreensão e acreditam que a sua função é eliminar inconsistências, não importa quem seja responsável por elas. É difícil para um INTP ouvir absurdos, mesmo em uma conversa informal, sem apontar o erro de quem os falou, e isso torna a comunicação com eles uma experiência desconfortável para muitos.

Este tipo de Racional é o lógico, o matemático, o tecnólogo, o cientista  aquela pessoa determinada a qualquer exercício que exija arquitetônica, análise de sistemas, ou concepção [design] estrutural. Mas atente-se, arquitetar não é o mesmo que a busca do Artesão por moldar matéria em formas harmônicas, mas o processo mais abstrato de delinear modelos.
Para o Arquiteto, o modelo é o que importa, seja um modelo de duas, três ou quatro dimensões.



É difícil para alguns tipos compreender esses Engenheiros curtos e vigilantes por causa de sua linguagem técnica e complexa e por evitarem redundâncias. No entanto, eles podem ser excelentes professores, especialmente para alunos avançados, embora novamente é raro gozarem de muita popularidade pois podem ser professores bastante exigentes.

Eles não são bons em [trabalhos burocráticos] e ficam impacientes com detalhes rotineiros.Eles preferem trabalhar silenciosamente, sem interrupções e freqüentemente sozinhos. Eles tendem a ser tímidos, exceto quando estão com amigos próximos, e sua reserva é difícil de penetrar. Por todas essas razões, os INTPs são freqüentemente vistos como difíceis de se conhecer, e raramente é percebido o verdadeiro nível de sua compentência.

Para que seu talento seja usado de forma eficaz por uma [organização], deve ser fornecido aos Arquitetos uma eficiente equipe de apoio que possa capturar suas idéias assim que surjam e antes que eles percam o interesse e mudem para outra idéia.


Os Arquitetos levam seus relacionamentos a sério e são fiéis e dedicados, embora sejam, às vezes, preocupados e um tanto esquecidos com compromissos, aniversários e outros rituais sociais comuns. É pouco provável que tais atividades socias sejam bem-vindas em casa ou que eles as planejem, ficando satisfeitos em deixar a organização de interações sociais para seu(sua) companheiro(a).

Se tiverem a oportunidade, os INTPs refugiar-se-ão no mundo dos livros e emergirão apenas quando as necessidades físicas tornarem-se imperativas.

Entretanto, os Arquitetos não se irritam facilmente, são complacentes e fáceis de se conviver, isto é, até que um de seus princípios seja violado; nesse caso, sua adaptabilidade cessa completamente.



Eles preferem manter seus desejos e emoções para si mesmos, e podem parecer insensíveis aos desejos e emoções dos outros, uma insensibilidade que pode confundir e frustrar seus companheiros. Mas se o que seus companheiros estão sentindo é um mistério para eles, os Arquitetos estão sempre atentos ao que seus parceiros verdadeiramente dizem ou fazem, e provavelmente pedirão a eles que lhe forneçam uma base lógica para suas alegações e açcões.


Arquictetos são pais dedicados; eles gostam de filhos e levam o processo de criação muito a sério.Cada um dos seus filhos é tratado como um indivíduo racional, com direitos, privilégios e tanta autonomia quanto uma criança pode lidar de modo seguro. Os INTPs incentivam seus filhos a serem responsáveis por suas próprias vidas e a traçar seu próprio rumo.

Eles não impõem as expectativas que têm sobre si mesmos sobre seus filhos e nunca os atacam física ou verbalmente.Quando é seguro, os Arquitetos deixam que as conseqüências naturais das acções dos seus filhos ensinem-nos sobre a realidade. Quando isso não é seguro, eles criam alguma forma de esboçar as conseqüências lógicas para que previnam o acto em questão.







30/11/09